13/01/2021 PROJEÇÕES DA SAFRA

Conab reduz estimativa da produção de grãos em 2021

Projeção, no entanto, ainda aponta um novo recorde histórico

A escassez de chuvas é apontada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab)  como principal motivador para a redução da estimativa da produção de grãos na safa 20/2021. Segundo levantamento, a estatal passou a projetar o volume total em 264,8 milhões de toneladas, 0,4% menos que o previsto em dezembro mas volume 3,1% superior ao de 2019/20, mas ainda um novo recorde histórico.

A Conab manteve sua estimativa para a área plantada total em 67 milhões de hectares, avanço de 1,6% ante o ciclo passado, mas reduziu o cálculo para a produtividade média das plantações para 3.952 quilos por hectare, 0,4% abaixo da previsão de dezembro. Ante 2019/20, contudo, ainda há aumento de 1,4%.

Para a soja,  a estatal agora projeta colheita de 133,7 milhões de toneladas, 0,6% que o previsto em dezembro mas com alta de 7,1% sobre a temporada passada. Se confirmado, o volume será o maior já registrado.

Já a colheita total de milho deverá alcançar 102,3 milhões de toneladas, um pouco menos que o projetado em dezembro (102,6 milhões de toneladas) e volume agora 0,2% inferior ao de 2019/20.

Em seu levantamento, a Conab destacou que o clima está se normalizado e, com isso, sinalizou que não espera cortes significativos nas estimativas para as principais colheitas.

Fonte: Valor Econômico, adaptado pela equipe feed&food.