12/09/2017 ECONOMIA

Bancada ruralista defende nova MP para prorrogar prazo do Funrural

Deputados sugerem que o prazo limite não é suficiente

O Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural) ainda causa debate no Brasil. Apesar de o governo já ter editado a Medida Provisória 793 na tentativa de resolver dívidas e pagamentos futuros, a bancada ruralista do Congresso passou a defender, agora, uma nova MP.

O objetivo é prorrogar para novembro ou dezembro o prazo de adesão de produtores e empresas ao parcelamento das dívidas com essa contribuição previdenciária.

protecao-financeira_dinheiro-1502296842

Bancada ruralista tenta dilatar o prazo para aderir ao Funrural, já que o atual seria muito apertado (Foto: reprodução)

Os deputados ruralistas argumentam que o prazo limite, de 29 de setembro, estipulado pela MP 793, é insuficiente. Sugeriram, inclusive, 61 emendas ao texto-base encaminhado pelo governo ao Congresso para ampliar o prazo.

No entanto, o presidente da Comissão de Agricultura da Câmara, deputado Sérgio Souza (PMDB-PR), avalia que por conta do prazo curto para votação na comissão mista, Câmara e no Senado, além de sanção presidencial, não haverá tempo hábil para aprovação. “Não há a mínima chance de votarmos a MP neste mês, e o governo precisa editar um novo texto”, afirma.

Fonte: Valor Econômico, adaptado pela equipe feed&food.