13/09/2017 LANÇAMENTO

Argentina Tecnovax chega ao Brasil com linha de vacinas veterinárias

Produtos estarão disponíveis para vendas a partir da próxima quarta-feira

Natália Ponse, de São Paulo (SP)

natalia@ciasullieditores.com.br

Com a proposta de ajudar o produtor brasileiro na missão de Alimentar o Mundo em 2050, quando a população saltará para 10 bilhões e, com isso, a demanda por comida vai crescer consideravelmente, a argentina Tecnovax (com sede no Brasil em Cotia/SP) chega ao solo brasileiro com sede de mercado.

A empresa de biológicos voltada à saúde animal tem como objetivo melhorar a saúde e reduzir o uso de antibióticos, seguindo a tendência mundial. O diferencial, conforme diz a country Manager no Brasil, Bibiana Carneiro, é a vanguarda. “Nossos produtos sempre têm algo de diferente, seja uma novidade ou um melhoramento do que já existe”, diz.

bibiana garneiro_tecnovax_ff

Bibiana Carneiro possui ampla experiência no setor e lidera as ações da Tecnovax no Brasil (Foto: feed&food)

A companhia tem 75% de seu faturamento referente a ruminantes, 16% sobre pets e 9% para peixes (salmão, no Chile) – sendo 17% deste todo voltado para exportação. Ou seja, 84% do faturamento é focado em animais de produção. Presente em 19 países, inclusive terceirizando produtos para multinacionais, a empresa detém 24% do market share na Argentina há quatro anos seguidos (12% em pequenos animais).  

Inicialmente, no Brasil, Tecnovax traz duas opções para a pecuária: Providean Respiratória e Provideam Repro 12 – ambas fabricadas no país vizinho. Indicada para confinamento, Providean Respiratória possui uma combinação de bactérias e vírus que promete melhorar o desempenho dos animais, prevenir a Síndrome Respiratória Bovina e reduzir o uso de antibióticos.

Já Providean Repro, além de reunir bactérias e vírus em sua formulação, pertence à linha reprodutiva. Dentre os antígenos, além dos tradicionais IBR e BVD, há sete leptospiras, duas cepas contra Campilobacteriose e Histofilose, que protegem as diferentes fases de gestação e ajudam a elevar a taxa de natalidade das fazendas de cria e recria. O objetivo é possibilitar ao criador atingir a tão sonhada meta de produzir um bezerro/vaca/ano.

providean_tecnovax_ff

Produtos são os primeiros do portfólio a serem comercializados aos pecuaristas brasileiros (Foto: feed&food)

A meta é atingir 10% do mercado brasileiro até 2020. A aposta, além de preço e produto, será a interação com o pecuarista, afirma Bibiana Carneiro. “A proximidade com o cliente é a principal dificuldade das indústrias. Somos pequenos, mas fazemos atendimento técnico mais próximo do produtor”, salienta.

Os produtos estarão disponíveis para vendas a partir da próxima quarta-feira (20). A expectativa é que em 2018 mais cinco/seis produtos entrem no portfólio brasileiro da companhia (além da vinda da linha pet) e, em 2019, a linha completa já deve estar disponível.