Feed, Nutrição e Segurança Alimentar|14 de março de 2013 15:06

Assocon endossa debate sobre o uso de Beta-agonistas na Feicorte de Cuiabá

 Presente na palestra, Bruno de Andrade destacou algumas considerações importantes sobre o tema

A Associação Nacional dos Confinadores (Assocon, Goiânia/GO) participa do Circuito Feicorte que acontece em Cuiabá (MT), de 13 a 14 de março.  E desde ontem (13), os eixos temáticos definidos na programação estão sendo acompanhados pela diretoria da entidade.

Neste segundo dia do circuito, o uso dos aditivos beta-agonistas (cloridrato de zilpaterol e ractopamina) na pecuária intensiva listou entre os assuntos de destaques da programação e recebeu considerações importantes por parte da Assocon que foi uma das entidades apoiadoras e articuladoras junto ao Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA, Brasília/DF) para a aprovação do uso do aditivo que é específico na estratégia alimentar dos bovinos confinados.

 O gerente executivo da Assocon, Bruno de Andrade, acompanhou a palestra “Beta-agonista: Tecnologia que envolve melhoria no desempenho animal de forma sustentável em confinamento”, proferida por Rodrigo S. Goulart e na oportunidade, destacou algumas considerações importantes sobre o tema.

 O uso da tecnologia de aditivos alimentares ou qualquer outra opção regulamentada deve seguir especificações que cumpram exigências que comprovem protocolos de segurança aos consumidores finais, e a liberação dos beta-agonistas para a pecuária intensiva do Brasil, é um exemplo disso, e como é de praxe na cadeia produtiva, sua aceitação será gradual e terá nichos de mercados específicos. E para que isso ocorra, a segregação da produção é extremamente necessária para garantir mercados que remunerem melhor o pecuarista”, considerou Andrade.

CURSO DE CONFINAMENTO. No próximo mês, em Mato Grosso, a Associação Nacional dos Confinadores (ASSOCON) realiza a segunda etapa do seu Curso de Capacitação em Confinamento, na cidade de Água Boa, dos dias 08 a 12 de abril. O curso oferece um conteúdo muito bem elaborado destacando o Manejo nutricional de bovinos confinados; Suplementação mineral; Produção de animais para o confinamento; Ganho compensatório e adaptação dos animais ao confinamento; Produção de silagem; Sanidade de animais a pasto; Sanidade de animais confinados; Manejo racional e abate humanitário; Mecanização do confinamento e Técnicas de manejo: Identificação animal. As inscrições online continuam abertas através do site da Associação pelo www.assocon.com.br

Fonte: AI, adaptado pela equipe feed&food.

 Imprimir

Deixe um resposta